Guardiansproject

Sobre o projeto

Guardians

Global Competence Coaching for Healthcare, Cooperation for Innovation and the Exchange of Good Practices

O projeto Guardians visa criar percursos de upskilling, melhorando os processos de formação de adultos. A formação de adultos pode desempenhar um papel fundamental na conceção de programas de aprendizagem adaptados que satisfaçam as necessidades específicas dos profissionais de saúde com baixos níveis de aptidões, conhecimentos e competências. O projeto apoia os profissionais de saúde a desenvolver as aptidões e os conhecimentos de que necessitam para responder às necessidades em mutação neste setor. Serão desenvolvidos percursos visando o upskilling, proporcionando aos profissionais de saúde a oportunidade de melhorar as suas competências globais de acordo com o quadro da OMS, beneficiando o seu percursso formativo e melhorando a qualidade dos cuidados que prestam aos pacientes. Paralelamente, as competências dos formadores e de outros atores envolvidos na formação de adultos serão melhoradas através da formação ao nível da Cobertura Universal de Saúde ou da Aprendizagem de Competências Globais. Enquanto prestadores de serviços essenciais, é relevante a sua preparação com os conhecimentos e as competências necessárias para compreender os desafios que afetam as famílias, comunicando eficazmente com os grupos vulneráveis e encaminhando os doentes para os prestadores de serviços adequados.

Objetivos

Os principais objetivos do projeto Guardians centram-se no desenvolvimento e na disponibilização de uma oferta formativa acessível e de elevada qualidade que satisfaça as necessidades dos profissionais de saúde e se alinhe com o quadro de referência da OMS, ao mesmo tempo que se presta apoio e orientação para garantir a aplicação bem-sucedida das novas competências e dos novos conhecimentos no setor.

Resultados

Público-alvo

Os formadores no domínio da saúde e os formadores de adultos constituem os principais públicos-alvo do projeto Guardians. Mais especificamente:

Formadores de adultos que são responsáveis pelo desenvolvimento de aptidões e competências fora do âmbito clínico e profissional ao nível dos cuidados de saúde

Instrutores e formadores de cuidados de saúde que lecionam em instituições académicas, como universidades, colégios e escolas profissionais.

Especialistas em formação e desenvolvimento profissional, que podem trabalhar para hospitais, organizações de cuidados de saúde ou outras entidades relacionadas com os cuidados de saúde.

Agentes comunitários de saúde, responsáveis por trabalhar diretamente com as comunidades para identificar as necessidades de saúde, disponibilizar formação e apoio e associar os pacientes a serviços de saúde adequados.